O júri do Climate Journalism é composto por profissionais que atuam há muitos anos com o tema. Os autores das duas melhores reportagens/artigos/vídeos receberão prêmios de R$ 1.000,00 e R$ 500,00, respectivamente. Eles serão eleitos pelo júri + voto popular (cada um terá 50% de peso na decisão).
A mecânica é a seguinte: o júri vai eleger as cinco melhores histórias, utilizando como critérios qualidade do texto, adequação ao tema, coerência com o limite de caracteres e originalidade. A melhor história receberá 5 pontos, a segunda 4, e assim por diante. O mesmo acontecerá com o voto popular. O texto mais votado receberá 5 pontos, o segundo 4, e assim por diante, até o quinto mais votado, que ganha 1 ponto. O(s) autor(es) vencedor(es) será aquele com maior pontuação, somados os valores do júri e do voto popular. Em caso de empate, a decisão será do júri.

BRUNA CERQUEIRA

Gerente de Políticas e Estratégias – Iclei SAMS

Bruna Cerqueira é bacharel em Relações Internacionais pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC/SP), com intercâmbio acadêmico para Pontificia Universidad Catolica de Chile (PUC/Chile), e mestre em Gestão e Políticas Públicas pela FGV-SP.

Trabalha desde 2008 no Secretariado para América do Sul do ICLEI, tendo assistido a gestão de diversos projetos de cooperação nos temas de compras públicas sustentáveis, energias renováveis, eficiência energética e construções sustentáveis. Coordenou, por parte do Secretariado para América do Sul, a organização do Congresso Mundial ICLEI 2012. Atualmente é responsável pelo relacionamento com membros, governança regional e advocacy, e assessora a Secretaria Executiva na relação com parceiros e coordenação de projetos estratégicos.

FELIPE LOBO

Coordenador Climate Journalism e sócio na Na Boca do Lobo Produções

Felipe Lobo já foi estudante de jornalismo. E de publicidade. Desde que se formou na PUC-RJ, em 2006, trabalha com sustentabilidade em diferentes áreas: já foi repórter e editor de Aventura d'O Eco, trabalhou no lançamento da Hora do Planeta, do WWF, em 2010, gerenciou a comunicação do ITPA, ONG de preservação ambiental, e foi RP/Editor do Greenvana. Desde março de 2013 é sócio da Na Boca do Lobo, empresa de comunicação que atua nas áreas digital, offline e criação/produção de eventos, projetos e audiovisual. Atende a clientes como WWF-Brasil, Instituto Escolhas, Revista TRIP, Canal OFF, Odebrecht Ambiental, Aquapolo, iCS, entre outros. Acredita que os estudantes podem, e muito, ajudar a mudar o mundo.

JOSÉ LOBO

Diretor Geral da Transporte Ativo (TA)

Diretor Geral e Fundador da organização Transporte Ativo, vencedora de diversos prêmios no Brasil e no exterior, dentre eles o Cycling Visionary Awards, em Viena 2013. Foi representante no Brasil da ONG holandesa ICE- Interface for Cycling Expertise de 2007 a 2010, durante o Bicycle Partnership Program e membro do Conselho da Cidade do Rio de Janeiro de 2013 a 2016. Atualmente, integra os conselhos do Instituto de Políticas de Transporte e Desenvolvimento - ITDP Brasil e da WCA-World Cycling Alliance. Sempre de olho em oportunidades para que mais pessoas usem mais bicicletas, mais vezes.

MICHEL DE SOUZA RODRIGUES

Especialista em Políticas Públicas e Relações Externas do WWF-Brasil

Experiência de dezessete anos, dos quais onze atuando no desenvolvimento de campanhas e advocacy com foco em conservação do meio ambiente, comunicação e marketing por meio de sensibilização, mobilização e engajamento do grande público e tomadores de decisão. Também atuou em organismos da Organização das Nações Unidas – ONU (UNESCO e UNICEF), no mercado de shoppings centers, produtoras de vídeo e marketing de relacionamento/CRM. Michel também gosta de fotografar e explorar ambientes naturais.

VICTOR ANDRADE

Coordenador do Laboratório de Mobilidade Urbana (LABMOB)

Arquiteto e Urbanista (UFRJ), com Pós-doutorado em Urbanismo Sustentável na Escola de Arquitetura da Academia Real Dinamarquesa. Coordenador do Laboratório de Mobilidade Sustentável (LABMOB) e Professor Associado da Universidade Federal do Rio de Janeiro na Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU/UFRJ) e no Programa de Pós-graduação em Urbanismo (PROURB). Foi Especialista em qualidade ambiental urbana no Ministério do Meio Ambiente e desenvolveu projetos e pesquisas no Brasil e no exterior – trabalhando para universidades, escritórios de arquitetura, consultorias e agências governamentais – tais como no maior projeto de pesquisa em Mobilidade Ativa da Escandinávia, Bikeability.

WALTER FIGUEIREDO DE SIMONI

Coordenador do Portfólio de Mobilidade Urbana do iCS

Walter Figueiredo De Simoni é economista e cientista ambiental formado pela Universidade de Tufts, em Boston. É especialista em mudanças climáticas e economia verde, com um foco em políticas públicas. Trabalhou como consultor em estratégia corporativa em mudanças climáticas e sustentabilidade em setores como energia, finanças e alimentos. Foi Superintendente de Economia Verde no Estado do Rio de Janeiro onde foi responsável por políticas de clima e desenvolvimento sustentável. Atualmente é Coordenador de Portfólio de mobilidade urbana do Instituto Clima e Sociedade.